Diário da Manhã

Cultura

Autores celebram a tradição literária

Autor: Redação Diário da Manhã
Autores celebram a tradição literária
Foto: Arquivo/UPF

Escritores participarão da segunda mesa de debates da 16ª Jornada Nacional de Literatura, que terá como tema a obra dos escritores Moacyr Scliar, Ariano Suassuna, Carlos Drummond de Andrade e Clarice Lispector

Em 2017, a Jornada Nacional de Literatura, que sempre teve como característica principal dialogar com a atualidade, se abre também para homenagear a tradição. Por isso, a 16ª edição da movimentação literária, que acontece entre os dias 2 e 6 de outubro, volta seus olhares a quatro grandes escritores brasileiros: Moacyr Scliar, Ariano Suassuna, Carlos Drummond de Andrade e Clarice Lispector, contemplando sua trajetória e as obras que marcaram suas carreiras. E uma dessas homenagens acontece no palco de debates. No dia 4 de outubro, os escritores Affonso Romano de Sant’Anna, Bráulio Tavares, Cintia Moscovich e Nádia Battella Gotlib se reúnem para debater o tema “Centauro, pedra, rosa e estrela: Scliar, Suassuna, Drummond, Clarice”.

Para um dos coordenadores das Jornadas Literárias, Miguel Rettenmaier, a Jornada é uma movimentação cultural que acompanha a contemporaneidade da produção literária há mais de 30 anos. De certa forma, na opinião dele, ler os anais das Jornadas é uma forma de visitar as preocupações e as demandas de momentos determinados da história do sistema literário e como isso chegou a se refletir nas temáticas, que, a partir de certa altura, orientaram os debates. Mas não só do contemporâneo vive a leitura... Por isso, o tema “Centauro, pedra, rosa e estrela” será um desdobramento das reflexões sobre a produção literária através do tempo, na diversidade de tendências que orientaram a tradição mais recente da literatura: “Da mesma forma como mantemos a perspectiva de focalizar o contemporâneo, estamos trazendo ao público e à recepção o canônico, ao tratar da obra de quatro autores que cumprem décadas em 2017”, comenta o coordenador.

O nome da mesa “Centauro, pedra, rosa e estrela” está relacionado a grandes obras dos autores homenageados: centauro, de "O centauro no jardim", de Moacyr Scliar; pedra, uma alusão ao "Romance da Pedra do Reino", de Ariano Suassuna; rosa, uma referência à obra "A rosa do povo", de Carlos Drummond de Andrade; e estrela, do livro "A hora da estrela", de Clarice Lispector. O que o público pode esperar, na opinião da também coordenadora Fabiane Verardi Burlamaque, é um espaço para falar a respeito da produção literária dos quatro autores, trazendo intelectuais e autores consagrados, profundos conhecedores das obras dos homenageados.

Os convidados

Esses autores são Affonso Romano de Sant’Anna, Bráulio Tavares, Cintia Moscovich e Nádia Battella Gotlib, que, segundo o coordenador, foram escolhidos por uma dupla condição: além de conhecedores da obra dos homenageados, são também importantes escritores no sistema literário atual.

Affonso Romano de Sant’Anna pesquisou tanto a obra de Drummond quanto produziu, com Marina Colasanti, uma obra sobre Clarice Lispector. “Sant'Anna também foi grande amigo do poeta, escrevendo, inclusive, sua tese de doutoramento sobre ele a partir da cedência de documentos pelo próprio Drummond”, explica Fabiane.

Bráulio Tavares é um pesquisador da literatura fantástica. Transita pela ficção científica, pela literatura de mistério e, também, pela cultura da oralidade. Assim, ingressa na literatura de cordel, voltando-se à questão da identidade popular. “Sua participação, ao tratar de Suassuna, relaciona-se com sua trajetória crítica e criativa, já que ele, por exemplo, escreveu uma obra dedicada ao autor, ABC de Ariano Suassuna”, observa a coordenadora.

Já Nádia Battella Gotlib, complementa Rettenmaier, escreveu uma biografia espetacular sobre Clarice Lispector e tem ampla pesquisa sobre a autora. Cintia Moscovich, por sua vez, era amiga pessoal do Scliar. “Ela era também profunda conhecedora da obra e das temáticas do autor e contribuiu com a obra O viajante transcultural: leituras da obra de Moacyr Scliar, organizada por Regina Zilberman e Zilá Bernd”, lembra Fabiane.

Inscrições para a Jornada e para a Jornadinha

A 16ª Jornada Nacional de Literatura e a 8ª Jornadinha Nacional de Literatura são realizadas pela Universidade de Passo Fundo (UPF) e pela Prefeitura de Passo Fundo. Os eventos contam com os patrocínios do Banrisul, da Corsan, do Sesi, da BSBIOS e da Companhia Zaffari & Bourbon e com o apoio do Ministério da Cultura, além da parceria cultural do Sesc, dentre outras empresas e órgãos.

As inscrições para a Jornada e para a Jornadinha estão abertas e são limitadas. Para a Jornada, o público pode se inscrever tanto para o evento completo quanto para apenas uma das noites. Os interessados devem se inscrever no portal www.upf.br/16jornada. A programação completa também está disponível no site da Jornada. Informações podem ser obtidas pelo e-mail jornada@upf.br ou pelo telefone (54) 3316-8368.

Comentários

Galerias de Fotos

Anuncie Aqui

Horários de Voos

Vôo Empresa Horários Destino (s) Frequência
VCP - PFB Azul 08:45:00 Passo Fundo segunda a sábado
VCP - PFB Azul 17:40:00 Passo Fundo segundas, terças, quartas, quintas, sextas e domin
VCP - PFB Azul 23:15:00 Passo Fundo segundas, terças, quartas, quintas, sextas e domin
VCP - PFB Azul 20:35:00 Passo Fundo sábados
PFB - VCP Azul 06:00:00 Campinas - SP todos os dias
PFB - VCP Azul 10:55:00 Campinas - SP todos os dias exceto aos domingos
PFB - VCP Azul 19:55:00 Campinas - SP todos os dias exceto aos sábados
FLN - PFB Azul 16:15:00 Passo Fundo Segundas, sextas e domingos
PFB - FLN Azul 18:20:00 Florianópolis Segundas, sextas e domingos

Baixe o Aplicativo do Jornal

Matriz

Curta o Diário

(54)3316-4800Passo Fundo

(54)3329-9666Carazinho

  • Passo Fundo: (54) 9905-7864

    Carazinho: (54) 9959-5027